05-10-15 POLÍCIA AMBIENTAL DE BOTUCATU MINISTRA PALESTRA PARA PRODUTORES RURAIS - Prefeitura Municipal de Conchas

Busca
Ir para o conteúdo

Menu principal:

05-10-15 POLÍCIA AMBIENTAL DE BOTUCATU MINISTRA PALESTRA PARA PRODUTORES RURAIS

NOTICIAS > 2015 > OUTUBRO
SUBTENENTE DA POLÍCIA AMBIENTAL DE BOTUCATU MINISTRA PALESTRA PARA PRODUTORES RURAIS EM CONCHAS
 
 “O policial ambiental não autoriza, porém ele fiscaliza e autua. A ideia essa noite aqui é justamente evitar esse tipo de situação”. Foi assim que o Subtenente da Polícia Ambiental de Botucatu, Dagoberto, abriu a palestra sobre o trabalho do policiamento junto à comunidade rural. Realizado pelo Sindicato Rural de Conchas, com apoio da Associação de Produtores Rurais de Conchas (Apruc), da Casa da Agricultura e Prefeitura Municipal, o evento aconteceu na sede da Apruc e contou com a participação de diversos produtores da região.
 
No evento o Subtenente explicou sobre o funcionamento da Polícia Ambiental de Botucatu que atende 26 cidades da região, incluindo Conchas. De acordo com ele a informação é a melhor maneira de evitas dor de cabeça num futuro próximo. “As leis ambientais mudam, atualmente, por exemplo, com essa nova lei ambiental, tem que se tomar cuidado. Um exemplo: em Áreas de Preservação Permanente (APP), próximo a rio, córregos e nascente, tem que se preservar 50 metros de cada margem e cercar para o gado não entrar”, explicou.

Queimadas, retiradas de árvore nativa, alteração em córregos, mesmo que seja na propriedade do agricultor há necessidade de autorização. Até árvore seca no meio da pastagem, ou árvore dentro de plantação precisa de licença para retirada. De acordo com a autoridade, é considerado árvore quando a planta atinge cerca de 1,20 metros de altura e 5 cm de diâmetro.

O palestrante também deu uma pincelada sobre os assuntos: pesca e caça. “Atualmente a caça é proibida no Brasil, o único animal que está autorizado a ser caçado é o Javali e demais espécies de sua família, como o Javaporco. Porém também é necessário algumas autorizações assim como a do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), através do site”, comentou.

Segundo o Subtenente, para evitar autuações e até prisões é necessário que o produtor ligue ou vá até a sede da Polícia Ambiental para tirar todas as dúvidas. Embora a Polícia Ambiental autue, o órgão responsável pelas autorizações ambientais é Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb).

 “Podem ligar, explicar o que está acontecendo que esclareceremos todas as dúvidas. Se necessário vamos até a propriedade verificar cada caso”, salientou. A sede da Polícia Ambiental fica no km 248 da Rodovia Marechal Rondon, junto ao Departamento de Estradas e Rodagem (DER). O telefone é Polícia Ambiental é (14) 3882-6070. 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal